domingo, 5 de fevereiro de 2012

São palavras.


              Queria apenas enxergar além do que vejo, ouvir menos daquilo que escuto. São palavras desatentas que agora saem, são apenas ruídos que colocam em evidencia a minha confusão. Hoje me resta decisões na realidade desnecessária que não faço questão de presenciar.
              Era pra ser fácil, pra simplesmente não me afetar... E me sinto uma mera criança onde a sensibilidade apenas serve pra chamar atenção, que os sorrisos são produtos de muito esforço e ações resumidas a palavras.
Não me pergunte qual é o problema,...

8 comentários:

Rick" disse...

Que bonito texto. A gente cansa né. Das coisas.
Bjws"

Srt . Vasconcelos disse...

Sei como é isso, se importar com uma coisa que não era pra te afetar.
É horrível, o primeiro passo, vai por mim, é assumir que te afeta.
Assim você vai trazer amigos pra perto de você e pessoas que querem te ajudar.
Espero ter ajudado, seguindo seu blog.

Tati Lemos disse...

Nossa que lindo, as vezes necessitamos disso meso.

Beijo querida, obrigado pela visita, volte sempre.

CYWMARA WADISQUY disse...

Algumas coisas se tornam difíceis...com o passar da vida!

xeroooo

Clara Maia. disse...

Achei bem bonito o texto... e o blog!
Beijos.

Ízis Carolina disse...

Estou vivendo literalmente algo que não deveria me afetar, porém me importo a ponto do contrário acontecer. Sabe, a nobreza é nossa maior qualidade nessa ocasião, admitir que nos afeta, se for necessário dar o primeiro passo para a resolução de tal e acolher aqueles que nos magoaram.

Beijos :*

Juliana Skwara disse...

Não acredito que seja um problema, mas pessoas mais sensíveis conseguem captar coisas que outras mais frias não conseguem. Sei disso, porque sou assim. Amei seus textos e desculpe a demora, essas férias foram uma loucura. Grandes beijos e volte sempre! Já estou te seguindo querida!

larissa disse...

Ao pé da letra, é difícil saber exatamente o que aconteceu. Se foram palavras não ditas, dói. Se foram palavras ditas, dói também. Palavras doem, essa é a verdade.

Bom, não sei se sabe, mas eu abandonei meu blog. Como não consegui viver sem isso aqui, voltei, mas com outro blog. Não dá pra escrever uma nova história onde o passado reina.
Quando quiser aparecer, rs.
http://cincoeseis.blogspot.com/

Um beijo.