sexta-feira, 23 de julho de 2010

Ainda sou eu? .

É incrível como sou tão estúpida ao ponto de todos conseguirem sem esforços adicionais me afetar, me faço perder tempo em meu quarto com o som topado ao máximo, de lágrimas desnecessárias e palavras gastas alheiamente. Agora mesmo não faço questão de definir apenas uma música, coloco todas ao mesmo tempo, e ainda converso comigo mesma...Quero que o mundo exploda,aliais, já devia ter explodido em 2000, mas ainda terei que esperar por dois anos.  Digo CHEGA para aqueles que me fazem de idiota, mas sei que me colocarei novamente no papel, basta a ultima lágrima escorregar. Mas quer saber? Vim pra dizer que já deu, esgotou. Ainda estou aqui por um fio...

10 comentários:

- Ízis Carolina disse...

eu gostei do texto, bem afrontador, seja la com quem tenha sido ou porque tenha sido, mas aparentemente mostra um problema que vc tenha vivido, ou eu posso estar enganada talvez, mas eu gostei muiiito :)

Quanto ao seu comentário no meu post, obrigada mesmo, que bom que você gostou da história e sabe, minha mãe sempre me diz pra dar valor as minhas amizades verdadeiras porque muitas vezes os amigos ajudam mais que a própria família :)

Beijos :*

Carolina Hermanas disse...

Eu gostei do seu texto,pois expressa exatamente o que você sente - por mais 'assombroso' que seja.Eu já me senti assim ( um lixo); mas aprendi a passar por cima das pessoas e ser apenas eu mesma :)



Beeijinhos!

KL disse...

vei, adorando seu blog.
Você é tão profunda, tão intensa...
E sabe expressar isso muito bem, em seus posts. Cara, em algumas frases de seus texto, me escuto falando a mesma coisa. Parabéns. Se cuida :*

Ceres disse...

Estamos todos por um fio, menina chorosa (:

Essa chuva de água e ácido cai sobre todos nós, ninguém escapa.

Faça, se for bom para você, mas chorar é tão inútil para o mundo; "melancolia não dá ibope".

"Bobeira é não viver a realidade" (:
Beijos

Maísa Guimarães disse...

calma pietra
tudo vai ser resolver ;D
tem novidade no meu blog (: , passa la ;D
bj

Eu, Thiago Assis disse...

o mundo merece explodir por causa daqueles que não lhe agradam, mas e por todas as outras pessoas que não têm nada a ver com isso?

...

:)

Larissa disse...

Tem horas que queremos que o mundo todo acabe para que a gente se sinta um pouco melhor, mesmo que a gente dependa das pessoas para viver. Não se sinta tão pessimista, não ligue para o que as pessoas têm a lhe dizer ou a fazer. Segue a sua vida e não deseja(deseje? rs) que o mundo acabe. Na hora certa você perceberá que precisará de muito tempo para corrigir as coisas e aproveitá-las também.

Um beijo.

Elis =] disse...

Gostei do texto.Realmente tem certas situações que te fazer querer explodir,ou mesmo o mundo inteiro.No sentimos tão frágeis.Mas o tempo é rei nessas horas,e ele vem pra nos confortar,fazer esquecer,ou simplesmente amenizar o que sentimos.
bjo ;*

Guilherme Augusto Codignolle Souza disse...

o.O
Ainda surpreendido com a indignação...
Texto de presença o seu. Ecoa alto...

Conquistou um seguidor. ^^

Eu tenho um blog tbm... Se puder, passa la e me segue tbm se gostar do que encontrar:

http://codignolle.blogspot.com

o/

Criaturinha disse...

Oi,amor. espero que quando 2012 chegar você se lembre do que me disse(no dia 31de março de 2011) que ia fazer,bem mas antes do mundo acabar, te ligo em um furtivo dia 21 por ai ;)-Você sabe que vou fazer de tudo pra me esbarrar em você por ai- tais no meu pancreas cacete :D